1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

VII Capitulo da Confraria da Pedra: Confrades conviveram sob a bênção de D. Ximenes Belo

O último sábado de Outubro foi novamente palco de mais um Capítulo da ‘Confraria da Pedra’ da Madalena – Vila Nova de Gaia. À festa do 15º aniversário desta Instituição Cultural e sem fins lucrativos compareceram representantes de vinte outras ‘confrarias’ Nacionais e da vizinha Galiza, para em conjunto se perpetuar a memória de todos aqueles e aquelas que trabalharam e trabalham duramente na PEDRA com muito sacrifício, mas também muita nobreza.



A recepção aos convidados teve lugar no Orfeão da Madalena, tendo de seguida sido servido o pequeno almoço ‘à Pedreiro’, composto por um “arroz malandro com Iscas de Bacalhau” e vinho, para recompor os estômagos dos confrades e assim deixá-los mais confortáveis para a continuação do programa de festas.

A fase seguinte do programa foi a Cerimónia de Entronização dos ‘Confrades Efectivos’ e dos novos ‘Confrades de Honra’, perante uma assembleia onde se destacava, entre várias outras, as do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Pr. Dr. Eduardo Vítor Rodrigues e o Prémio Nobel da Paz, o Excelentíssimo Senhor Bispo D. Ximenes Belo, empresários de diversas áreas de negócio e Administradores de empresas de relevo, tais como a Metro do Porto e a Gaiurb, políticos, e, claro está, representantes de diversas Confrarias, a saber;


_Confraria da Broa de Avintes (VNGaia)

_Confraria dos Velhotes (Valadares-VNG)

_Confraria dos Nabos e Companhia (Carapelhos-Mira)

_Confraria da Marmelada (Odivelas)

_Confraria dos Rojões da Bairrada e Batata à Racha (Oliveira do Bairro)

_Confraria Gastronómica do Algarve (Portimão)

_Confraria do Pinhal do Rei (Leiria)

_Confraria do Leitão da Bairrada (Sangalhos)

_Confraria do Vinho de Lamas (Miranda do Corvo)

_Confraria das Almas Santas da Areosa e do Leitão (Aguada de Cima)

_Confraria das Saínhas (Vagos)

_Confraria do Granito (Alpendurada)

_Confraria do Anho Assado e do Arroz de Forno (Marco de Canavezes)

_Confraria do Arinto de Bucelas (Bucelas)

_Confraria do Bolo de Ançã (Ançã)

_Confraria da Sopa do Vidreiro (Marinha Grande)

_Confraria das Tripas à Moda do Porto (Porto)

_Confraria do Centolho d’O Grove (O Grove-Galiza)

_Fundação Luso Galaica (Montalegre)

_CEUCO (Conselho Europeu de Confrarias EnoGastronómicas)

 

Durante a cerimónia foram entronizados com o título de ‘Confrades Efectivos’ as seguintes personalidades: Manuel António Ribeiro; Bruno Canastro; Carlos Cruz; Maria João Moreira; Ana Paula e a Xiaowei

Depois seguiu-se a entronização da ‘Confradinha’ Clara Almeida (5 anos), e, finalmente, a cerimónia de entronização dos ‘Confrades de Honra’, distinções atribuídas às seguintes personalidades:


_Dr. Paulo Morais (Candidato à Presidência da República)

_Dr. Tiago Braga (Metro do Porto)

_Dr. Israel Oliveira (Gaiurb)

_Dr. Mira Paula (Director do Centro de Emprego de Vila Nova de Gaia)

_’Tino da Rãs’ (Candidato à Presidência da República)

_Sr. Filipe Fonseca (Músico)

_Sr. António Pinto

_Sr. Joaquim Leite

_Sr. Jorge Reis (Civopal)

_Sr. António Rodrigues

_Sr. Eduardo Couto (LCP)

_Sr. Jaime Poças e D. Margarida Poças

_Sr. Hu Junming (Restaurante Marisqueira TOP)


A ‘Cerimónia de Entronização dos novos Confrades’, conduzida pelo Chanceler Presidente – José Carlos Leitão da ‘Confraria da Pedra’, terminou com um Porto servido em ‘copos’ feitos com Nabos de Carapelhos.

Depois de concluída a cerimónia, foi então chegado o momento de algumas individualidades proferirem os seus discursos perante a repleta plateia.

A primeira personalidade a tomar da palavra foi o Sr. Presidente da Junta de Freguesia da Madalena, Francisco Leite, que aproveitou a oportunidade para... “Agradecer ao senhor Chanceler-Presidente o convite endereçado e agradecer também a presença do Senhor Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Professor Doutor Eduardo Vítor Rodrigues, de sua Excelência reverendíssima o Senhor Bispo D. Ximenes Belo, bem como aos representantes das Confrarias e a todos em geral, e, dar-lhes as boas vindas à nossa freguesia, da qual eu gosto muito.

É pequenina, mas sabe receber, é bonita e com a ajuda da Câmara de Gaia e do seu Presidente, que tem tido connosco um comportamento fantástico, pois tem sido um homem que tanto tem colaborado para o nosso desenvolvimento.

Quero aqui louvar o trabalho que tem sido feito pela Confraria da Pedra e dar os parabéns a todos aqueles que foram entronizados nesta cerimónia simples, mas emblemática e com a presença de tantas figuras ilustres da nossa sociedade.

De seguida tomou a palavra o Senhor Bispo D. Ximenes Belo, com o Prémio Nobel da Paz em 1996 a referir... “Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Senhor Chanceler-Presidente, ilustríssimos Confrades.

Em primeiro lugar devo endereçar os meus sinceros parabéns aos novos entronizados, bem como a todos os que participam nesta bela cerimónia.

Cheguei mais tarde porque tive que rezar a missa na ‘Capela das Almas’ e naturalmente uma das intenções foi por vós, o dever do Bispo e do Sacerdote é o de rezar por todas as Instituições que trabalham para o desenvolvimento do homem e da mulher.

Cabe-me aqui deixar os parabéns à ‘Confraria da Pedra’ pelo seu 15º aniversário e, naturalmente, com esta celebração pensarmos nos nossos antepassados que suaram e que com o seu trabalho anónimo e duro desenvolveram a Madalena, Vila Nova de Gaia, o Distrito do Porto e o nosso País. A todos a nossa recordação e os nossos parabéns, e, ao Senhor ‘Chanceler-Presidente’ dou os parabéns por esta iniciativa e que continue a trabalhar pelo engrandecimento desta Confraria.”

Depois foi a vez de um Empresário da ‘pedra’, o Senhor José Reis, proferir algumas curtas palavras... “As minhas maiores saudações a todos os presentes e a todos os ausentes, para que estejam unidos connosco. Hoje é um dia bastante feliz para mim e para todos os Confrades, um dia especial, um dia de alegria e um dia de muita satisfação por ver tão magnífica plateia aqui reunida, as maiores felicitações. Continuem sempre com o desenvolvimento desta Confraria e esperamos por vós aqui ou onde quer que vocês se reúnam.”

O Presidente da Assembleia Geral da ‘Confraria da Pedra’, Fernando Ribeiro, também usou da palavra para referir... “De facto é um gosto poder estar aqui. Poucos saberão que sou um dos descendentes daqueles verdadeiros pedreiros da freguesia da Madalena, e, de facto, se há momentos importantes este é um deles!

Eles passaram muitas dificuldades, debaixo de chuva ou do sol, sujeitos aos grandes desmoronamentos provocados pelo rebentamento dos tiros nos buracos das pedreiras, o que provocou muitas mortes entre os trabalhadores, algumas das quais nesta freguesia. Portanto quando o Zé Leitão pensou em fundar a Confraria eu não podia ter deixado de aderir pois isso é de facto a raiz da minha vida ... queria agradecer-vos pela vossa presença ... OBRIGADO!”

Na conclusão da ronde de discursos, foi então chegada vez de se ouvir as palavras do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, que começou por saudar os presentes e... “dar um cumprimento muito especial ao Senhor Chanceler-Presidente, ao Senhor Presidente da Junta de Freguesia da Madalena, ao Senhor Presidente da Assembleia da Confraria e ao Senhor Bispo D. Ximenes Belo, com um enorme gosto. Eu disse aqui há uns tempos atrás quando tive oportunidade de estar com D. Ximenes Belo numa outra iniciativa, que devíamos usufruir da sua companhia, pois não é todos os dias que temos a sorte de estar perante uma pessoa cujo percurso e cuja valia será histórica e eterna, e, não é apenas por ser Bispo, por estar junto de nós, é por ter tido um papel Histórico absolutamente decisivo e por ser um Prémio Nobel da Paz. Podia estar num ‘pedestal’, no seu recanto e nas suas leituras e escritas, mas disponibiliza-se a estar connosco, dando-nos uma enorme honra e transformando esta cerimónia, já de si muito importante, numa cerimónia que tem um aditivo de honra e, acho até, que de desígnio Histórico, e, por isso, o queria cumprimentar e agradecer-lhe, porque sei que não é a primeira vez que está em Vila Nova de Gaia e também sei pelas suas palavras, porque há pessoas que quando falam não se percebe apenas o que dizem, mas percebe-se também pelo brilho nos olhos que gostam do que estão a falar, e, o Senhor D. Ximenes Belo quando está cá e mostra o seu entusiasmo em estar cá, percebe-se no brilho dos olhos dele que está a falar absolutamente verdade e que está de facto a comungar entre nós deste momento!

Uma saudação naturalmente àqueles que foram já os homenageados e a esta Confraria em concreto, que só consegue representar melhor a freguesia da Madalena e o Concelho se ela própria crescer e se rejuvenescer, e, o que temos sentido é que há um crescimento desta Confraria, que é também um garante de levar cada vez mais longe o nome da Madalena e o de Vila Nova de Gaia, nomes que nós queremos que sejam levados pelas melhores razões por esse País fora, em primeiro lugar porque eu acho que nós temos muito boas razões para chamar gente a visitar-nos, seja do ponto de vista histórico, patrimonial, gastronómico e do vinho, mas também pelas pessoas e o nosso acolhimento.

...

Temos tido a sorte de ver crescer o Turismo na nossa região, mais de UM milhão em 2015 (!), e, como sabem, em Portugal e não só em Portugal, mas nesta Europa do Eurostat, a mais valia do Turismo contabiliza nas exportações e no crescimento económico e por isso é muto importante que cada um de nós nos agarremos àquilo que de relevante temos para captar pessoas.

...

A Universidade do Porto tem feito um excelente trabalho através do ‘Programa Erasmos’, os Municípios também têm feito o seu trabalho no sentido da valorização do espaço público, em deixar passar uma boa imagem da Cidade, da sua qualidade e do património existente.

O Turismo de Portugal está sempre muito disponível para financiar grandes eventos desde que eles sejam a sul e particularmente em Lisboa e cada coisa que nós vamos tendo por aqui eles arranjam maneira de explicar que ficam melhor lá. Foi assim com o ‘Red Bull Air Race’, foi assim com o Grande-Prémio de Fórmula1 de Motonáutica, quando se mostrou o impacto que aquilo teve transmitido em directo para mais de 140 países do Mundo, numa acção promocional de Portugal e da Região que não há campanha de marketing capaz de a fazer tão bem. Precisamos também desta lógica de eventos.

...

Tudo isto para dizer que as Confrarias, do meu ponto de vista, para além duma lógica de memória das nossas tradições e de memória de preservação da nossa Historia, têm também este potencial, por isso eu gostava muito que em Vila Nova de Gaia nós pudéssemos não apenas ser mais activos, nós Município mais activos na ajuda ás Confrarias que já existem, e algumas delas que têm ganho uma particular projecção, julgo que a da ‘Broa de Avintes’ é hoje uma referencia que talvez mostre bem como podemos potenciar um produto regional a partir desse trabalho, os ‘Velhotes’, um doce tão agradável, mas também depois as nossas identidades mais patrimoniais assentes na pedra e na importância da pedra, numa região de granito como a nossa.

...

Por isso eu confio muito que as confrarias tenham este papel, desejo que o façam que o assumam muito e aqui na ‘Confraria da Pedra’ só posso sentir-me orgulhoso pelo trabalho que eles têm feito na Madalena, pelo trabalho que vocês todos de Gaia e de fora de Vila Nova de Gaia podem fazer para transformar o nosso País mais apelativo e mais atractivo a partir daquilo que quem nos visita procura, as nossas tradições. Podem procurar ver o rio e outras coisas, mas eles querem é perceber quem somos nós, querem conhecer as nossas identidades, as nossas tradições, as nossas gentes, e nada melhor para isso do que termos estratégias coerentes correctas, como eu acho que esta lógica de Confraria assume ao mostrar a nossa identidade a nossa Historia e o nosso Património, por isso muitos parabéns e muito obrigado pelo convite.

A Cerimónia protocolar realizada no Orfeão da Madalena concluiu-se com uma pequena troca de lembranças entre a ‘Confraria da Pedra’ e todas as que se fizeram representar nesta festa, que já se ouvia na rua através do rufar dos tambores e da música tocada pela Fanfarra da Juventude da Madalena.

Posteriormente os convidados dirigiram-se à rotunda onde se encontra o ‘Monumento ao Pedreiro’, local que simboliza todo um conjunto de industriais e trabalhadores da pedra, para aí se perpetuar a memória de todos os que já desapareceram e de todos aqueles que ainda hoje se recordam dessa árdua profissão.

Concluída a romagem foi então chegada a altura de todos seguirem em direcção à ‘Casa do Loureiro’, para aí prosseguir o convívio e a festa num almoço que se prolongou até às... onze horas da noite.

Pelo meio houve ainda tempo para o AUDIÊNCIA falar um pouco com o ‘Chanceler- Presidente’ sobre este magnífico dia de Comemoração do sétimo Capítulo da ‘Confraria da Pedra’.

“O Capítulo é a grande festa anual das Confrarias, que no nosso caso concreto há muito organizamos apenas de dois em dois anos, sempre no último sábado de Outubro,” começou por dizer José Carlos Leitão.

“Convidamos uma série de amigos e Confrades de outras Confrarias e Instituições e, no Capítulo, entronizamos quer novos Confrades Efectivos quer novos Confrades de Honra, e, este ano, tenho que destacar a entronização do empresário Chinês – Junming, que no final do mês deste Novembro inaugurar um restaurante no Cais de Gaia, o Doutor Tiago Braga (Administrador da Metro), o Doutor Paulo Morais , o Tino de Rãs, o casal Jaime e Margarida Poças, que têm sido uns amigos fantásticos, o Eduardo Couto, o Doutor Israel Oliveira (Administrador da Gaiurb) e todos os restantes que nos concederam a honra de passarem a ser membros efectivos da ‘Confraria da Pedra’.

“Tivemos aqui presentes cerca de 20 confrarias, sendo de destacar a Confraria dos Nabos, nossos confrades de honra e que trazem o ‘copo’ (feito com Nabos de Carapelhos), a Confraria do Vinho de Lamas de Miranda do Corvo (com 11 confrades), a Confraria del Grobe da Galiza, a confraria do Algarve, a do Bolo de Ansã, a do Leitão e todas as restantes. De destacar que de Gaia apenas duas Confrarias estiveram presentes, a da ‘Broa de Avintes’ e a dos ‘Velhotes’, que são nossas confrarias ‘madrinhas’.

“Quero aproveitar para destacar a presença do Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, já entronizado nosso Confrade de Honra e que com a sua presença muito nos encheu de orgulho, até porque nunca antes tínhamos tido a presença de um Presidente de Câmara de Gaia, e, também, destacar as presenças de D Ximenes Belo, do empresário José Reis, do Senhor Hermínio Cunha, um antigo pedreiro de quase 90 anos e que esteve connosco até ao final do dia e mesmo os ausentes não deixaram de nos enviar as suas mensagens de parabéns, tais como o nosso grande amigo o Senhor Comendador Rui Nabeiro (Delta).

“No próximo ano prevemos realizar uma festa do capítulo ‘extra’, para aí entronizarmos a Fernanda Ribeiro (Campeã Olímpica) e do Professor Boaventura de Sousa Santos, porventura a maior pensador vivo de reputação Mundial e que só vive em Portugal o primeiro semestre do ano.

“Também tenho que destacar o fantástico momento musical que tivemos na Cerimónia de Entronização, com o nosso confrade Filipe Fonseca, que trouxe ao Orfeão da Madalena um breve repertório de musicas dos nossos amigos da Tertúlia dos 40.

“Somos uma Confraria que prima por receber bem as pessoas, logo de manhã os convidados puderam saborear um arrozinho malandro e umas pataniscas de bacalhau e beber um vinhinho, que era a comida tradicional dos pedreiros e depois, à hora de almoço, come-se e bebe-se bem, muito bem e é mais uma oportunidade para falarmos sobre a pedra, sobre as pedreiras, sobre as tradições que eram ao tempo na Madalena, onde tínhamos cerca de 24 buracos de extracção da pedra e falar sobre a memória dos pedreiros, homens e mulheres que trabalharam com muita dureza e também com muita nobreza na pedra.

“Somos uma instituição com dinâmica e com um sentimento de amizade muito grande, o que diferencia das outras, pois para nós é o sentimento da amizade de uns pelos outros.

“Não posso terminar sem agradecer à Freguesia da Madalena pela forma como nos trata, aos Senhores Presidente e Vice-Presidente da Câmara de Gaia, dois particulares amigos de quem a gente gosta muito, ao Senhor Rui Nabeiro, ao Senhor José Reis, ao Senhor Eduardo Couto, ao casal Jaime e Margarida Poças, ao Alexandre Teixeira do ‘Cantinho do Amigo’, ao Fernando Fernandes d’A Grelha do Areinho’, ao Senhor Alberto Soares da ‘Real Alegria’, ao Senhor José Fernando da ‘Remobague’ e em especial ao empresário Junming, pessoa que nos tem dado enorme apoio e que disponibilizou o seu novo espaço situado no Cais de Gaia, o Restaurante Marisquiera TOP, para lá efectuarmos as nossas próximas tertúlias mensais.” Concluiu José Carlos Leitão.

Também no Facebook

Últimas