1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Liane Costa venceu a 1ª edição do Prémio Banco Carregosa/SRNOM

Liane Correia Costa, jovem médica de 32 anos e investigadora do Centro Hospitalar de S. João, no Porto, foi a vencedora da primeira edição do Prémio Banco Carregosa/SRNOM, que decorreu no passado dia 22 de setembro no Salão Nobre do Centro e Cultura e Congressos da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos (SRNOM).

 

Ao todo, o júri analisou cerca de 80 projetos, sendo o vencedor o de Liane Costa, com uma investigação que procurou “perceber o impacto do excesso de peso e da obesidade no funcionamento dos rins e na saúde dos vasos sanguíneos de crianças entre os 8 e 9 anos”. Este trabalho permitiu perceber que “as crianças com excesso de peso e obesidade apresentam artérias mais rígidas e diferenças no modo de funcionamento dos rins, bem como diferenças na forma como vários sistemas de regulação do organismo estão ativados”.

“Estes dados são relevantes pois contribuem para melhorar a nossa compreensão da forma como fatores de risco, como a obesidade, produzem dano na função renal. Por outro lado, contribuem também para fundamentar estratégias de intervenção na população para evitar o desenvolvimento de doenças”, acrescentou a investigadora premiada.
Liane Costa salientou ainda a importância destes incentivos, considerando que em Portugal “há ainda muitas barreiras à investigação”.

Este prémio resulta de uma parceria inédita entre a SNORM e o Banco Carregosa que se associaram para incentivar a investigação clínica no valor global de 25 mil euros, dos quais 20 mil se destinam ao vencedor e cinco mil a duas menções honrosas que foram entregues a Eduardo Rodrigues Pinto, médico gastroenterologista no Centro Hospitalar de S. João e Mário Sousa, professor do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.

“Trata-se de uma iniciativa inédita na Ordem dos Médicos e através da qual pretendemos incentivar os médicos em Portugal a apostar na investigação clínica, na inovação e descoberta de novos caminhos e terapêuticas na área da medicina. A Ordem dos Médicos tem que estimular mais a atividade de investigação clínica juntos dos jovens médicos”, afirmou Miguel Guimarães, presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos.

Já Maria Cândida Rocha e Silva, presidente do Conselho de Administração do Banco Carregosa, aproveitou o momento para enaltecer “os médicos que se preocupam em investigar para que esses progressos das ciências médicas nos proporcionem uma vida mais saudável, para que a nossa passagem por este mundo tenha menos doenças, menos sofrimentos”.

Também no Facebook

Últimas