1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Gaia: Orçamento passa com unanimidade entre presidentes de Junta

A Assembleia Municipal de Gaia aprovou, no passado dia 17 de novembro, o Plano e Orçamento da Câmara Municipal para 2017, uma votação por unanimidade entre os presidentes de Junta, 12 socialistas e 3 do PSD. Nuno Castro Chaves, presidente da Junta de Freguesia de Arcozelo, foi o primeiro autarca social democrata a justificar o seu sentido de voto.

 

“Talvez por ser o último ano de mandato entendi que devia votar favoravelmente, tendo em conta o interesse dos arcozelenses”, afirmou o autarca dando como exemplo duas obras emblemáticas que “durante 20 anos estiveram no plano de atividades mas nunca saíram do papel”. “Este orçamento espelha obras que estão em curso e mais obras para o futuro”, disse ainda Nuno Castro Chaves elogiando a “postura de gratidão” do executivo liderado por Eduardo Vítor Rodrigues.

Por sua vez, o presidente da Junta de Freguesia da Madalena, Francisco Leite, já tinha anunciado publicamente a sua intenção de voto, não deixando de declarar o seu “apoio à política que tem sido desenvolvida pelo executivo municipal também no que diz respeito às freguesias, dignificando os seus eleitos e apoiando toda a sua ação autárquica”.

Também Alcino Lopes, presidente da União de Freguesias de Gulpilhares e Valadares, se juntou aos restantes autarcas numa votação que contou ainda com quatro votos contra do PSD e um do CDS, e a abstenção dos deputados da CDU e do BE.
No final, Eduardo Vítor Rodrigues congratulou-se com a votação e deixou claro que “terminou o tempo da adesão dos presidentes de Junta pelo medo”.

Também no Facebook

Últimas